A pedido de Moro, Bolsonaro confirma que deve vetar 9 pontos da lei de ‘Abuso de Autoridade’


Em conversa com jornalistas, o presidente Bolsonaro disse que vai vetar nove pontos da lei de abuso de autoridade. Entre os trechos que devem ser excluídos devem estar os artigos que proíbem prisões em “desconformidade com a lei”, o flagrante preparado e o uso de algemas quando o preso não oferece resistência à ação policial. Os pedidos de veto a Bolsonaro foram feitos por Sergio Moro, que solicitou 10 vetos no total.

— Isso já está definido, Vamos vetar nove.

Na última semana, o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), também levou uma lista de dez vetos ao presidente.

Para decidir sobre os vetos, Bolsonaro brinca que ouve seus “ministros do Centrão”, referindo-se a André Mendonça (AGU), Jorge Oliveira (Secretaria Geral da Presidência) e Wagner Rosário (CGU).