Gilmar quer julgar suspeição de Moro até novembro


Defesa de Lula busca derrubar a condenação e colocar o ex-presidente em liberdade.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, afirmou, nesta terça-feira (17), que pretende levar para julgamento até novembro o habeas corpus em que a defesa do condenado Lula da Silva (PT) acusa o ex-juiz federal Sergio Moro de atuar com parcialidade no caso do tríplex no Guarujá (SP).

“(Em) Outubro, novembro a gente julga isso, ainda não tem data”, disse Gilmar a jornalistas, segundo o site R7.

O caso começou a ser discutido na 2.ª Turma do STF em dezembro do ano passado. Na época, os ministro Edson Fachin e Cármen Lúcia votaram contra o pedido de liberdade de Lula.

A discussão acabou interrompida por um pedido de vista do ministro Gilmar. Os ministros Ricardo Lewandowski e Celso de Mello ainda não se posicionaram.