Revelado real intenção da força Sindical em prejudicar a reforma da Previdência


O presidente da Força Sindical, Paulinho Pereira, afirmou que pretende prejudicar a reforma da Previdência, tão necessária para que o Brasil volte a crescer. “O que estamos discutindo dentro do Centrão é que precisamos fazer uma reforma que não garanta a reeleição de Bolsonaro” disse ele, em pleno Dia do Trabalho. “R$ 800 bilhões garantem, de cara, e reeleição dele. Se dermos 800 [bilhões de reais], como disse ele, significa que nos últimos 3 anos dele, há 240 bilhões ao ano para gastar. Eu acho que temos de ter em torno de 500 bilhões.    600 [bilhões de reais de economia nos próximos 10 anos] seria o limite para essa reforma.” continuou ele. A líder do governo no Congresso, deputada federal Joice Hasselmann, foi direta no embate com o sindicalista: “Quem quer desidratar a reforma para tentar prejudicar um governo, o que me parece uma loucura, não merece o mandato que tem.” O líder do PSDB no Senado, Roberto Rocha, também foi enfático com a razão pela qual Paulinho assume esse tipo de discurso: “Isso é um absurdo, é legislar de olho no calendário eleitoral. A única razão da zanga do Paulinho é o fim do imposto sindical”. Com informação dO Antagonista.