Suspeito de hackear Moro já foi detido com carteira falsa da polícia e é investigado por estelionato


Conforme informou O Antagonista, Walter Delgatti Neto é um dos alvos da operação da Polícia Federal que partiu para cima de suspeitos de terem hackeado o celular de Sergio Moro. Delgatti já foi preso e condenado por receptação, falsificação de documentos e porte ilegal de arma de fogo. Além disso, ele é investigado por estelionato. Segundo o site ainda, ele é filiado ao DEM, e conforme sua atuação no Twitter, ferrenho defensor de Lula e crítico da Lava Jato.